Melhores Máquinas de Costura

A máquina de costura pode ser a forma mais econômica e prática de fazer pequenos reparos ou, até mesmo, fazer roupas para uso próprio ou para venda.

Mas independentemente se você é uma aspirante a costureira ou uma profissional, tão necessário quanto os próprios conhecimentos é ter uma máquina capaz de fazer um bom trabalho.

Pensando nisso, realizamos uma lista onde analisamos os produtos mais populares do mercado, e após uma profunda pesquisa, selecionamos as melhores máquinas de costura para que você tenha a certeza de estar adquirindo um bom produto.

Confira a seguir as nossas máquinas escolhidas!

Melhores Máquinas de Costura de 2022

Singer Facilita Pro 4411 Máquina de Costura Singer Facilita Pro 4411 Melhor máquina de costura doméstica Ver Preço
Brother QB9110L Máquina de Costura Brother QB9110L Ótima, porém cara Ver Preço
Elgin Genius Plus JX4035 Máquina de Costura Elgin Genius Plus JX4035 Boa opção pelo preço Ver Preço
Singer Tradition 2250 Máquina de Costura Singer Tradition 2250 Melhor custo-benefício Ver Preço
Singer Heavy Duty HD6705 Máquina de Costura Singer Heavy Duty HD6705 Melhor máquina de costura profissional Ver Preço
Lenoxx Multi Points PSM101 Máquina de Costura Lenoxx Multi Points PSM101 Melhor máquina de costura portátil Ver Preço
Lenoxx Pratic PSM105 Máquina de Costura Lenoxx Pratic PSM105 Básica e barata Ver Preço
Máquina de Mão Singer Máquina de Costura Máquina de Mão Singer Melhor máquina de costura manual Ver Preço

Como escolher a melhor máquina de costura?

Tipo

Assim como acontece com outros produtos, as máquinas de costura possuem mais de um tipo, cada qual com suas características e facilidades.

Antes de você decidir qual máquina de costura vai adquirir, precisa encontrar aquela que se encaixa melhor no seu uso.

Os tipos de máquina que existem são:

Mecânica: costuma ser o tipo mais barato de máquina, por ser o modelo mais simples.

Ela tem seus controles alterados manualmente e, por isso, é importante que quem a utilize já tenha certo conhecimento sobre a máquina.

De forma geral, ela é indicada para costuras mais simples e pequenos reparos.

Eletrônica: um pouco mais caras que as mecânicas, esse tipo de máquina conta com painéis eletrônicos onde você seleciona o tipo, largura e comprimento do ponto.

Costumam ser uma boa alternativa para quem está no início do processo de aprendizagem, já que realiza algumas funções automaticamente.

Também são uma ótima alternativa para a produção de peças com maiores detalhes, além de ser de manuseio mais fácil para tecidos mais pesados.

Costura e bordado: como o próprio nome já diz, esse tipo é 2 em 1, pois torna possível que você produza peças com costuras e bordados pré-selecionados ou então crie sua própria arte.

Também tende a ser mais resistente e robusta, o que influencia diretamente na sua durabilidade e capacidade de trabalhar com diferentes tipos de tecidos.

Por essa razão, ela é uma das mais indicadas para quem atua no ramo de modo profissional e costuma produzir uma grande quantidade de roupas e realizar demais trabalhos.

Manual: a opção mais barata, sem dúvidas, ela é a alternativa para o conserto de peças com pequenas costuras.

Podendo ser levada até mesmo na bolsa, ela é bem limitada, mas ideal para sempre se ter por perto no caso de pequenas emergências de última hora.

Quantidade de pontos

Os pontos são as costuras realizadas pela máquina e, quanto maior for o número de pontos, mais versátil o equipamento será, se adaptando a peças de diferentes estilos.

No ramo das máquinas de costura existem os pontos mais conhecidos, como ponto invisível, reto, três pontinhos, mas também existem os pontos decorativos.

Como o próprio nome já diz, esse tipo de ponto serve para deixar sua peça mais bonita, diferenciada.

Cada máquina costuma contar com seus próprios pontos, podendo ser desde os mais discretos até os fofos ou chamativos.

Uma boa variedade de pontos é ótima principalmente para quem gosta de fazer artesanato ou então patchwork, que é a costura junção de retalhos.

Antes de decidir qual será sua aquisição, lembre-se de verificar as possibilidades de pontos.

Quanto maior elas forem, maiores serão as possibilidades na hora de diversificar sua arte.

Fixa ou Portátil

Atualmente o mercado conta com diversas opções de máquinas de costura, dentre elas opções que são de fácil transporte, como as portáteis.

Em comparação com as fixas, ou convencionais, as máquinas de costura portáteis permitem que você as mova facilmente, já que são menores e mais leves.

Elas costumam ser mais práticas de utilizar também, já que geralmente são bastante intuitivas.

Contudo, para a produção e reparos de peças de tecidos mais robustos ou que necessitem de um cuidado diferenciado, as máquinas de costura fixas, ou tradicionais, costumam ser a melhor alternativa.

Ou seja, se você está começando na costura agora e tem um uso mais básico, os modelos portáteis podem suprir a sua necessidade muito bem.

Mas se você atua de forma profissional na área, acreditamos que as fixas sejam a melhor alternativa, já que tendem a possuir maior número de pontos e outras especificidades, além de também serem mais potentes e duráveis.

Velocidade

A velocidade é referente ao tempo que a máquina demora para fazer seus pontos.

Ela pode ser medida em PPM, que são pontos por minuto.

Essa velocidade reflete muito na produtividade, já que quanto maior for o seu PPM, menos tempo ela irá demorar para finalizar a costura.

O valor da velocidade pode variar muito.

Por exemplo, existem diversos modelos com 700 PPM, assim como também existem outros que ultrapassam 4.000 PPM, o que é uma grande diferença de valores.

Contudo, não devemos nos guiar apenas pela velocidade em si, é importante ter em mente o seu tipo de uso e até mesmo nível de experiência.

Isso porque, se você está iniciando ou pretende usar a máquina apenas de forma doméstica, não há a necessidade de adquirir um equipamento com tanta velocidade, e que sem dúvidas custará bem mais.

Ou seja, modelos com maior PPM são mais indicados para profissionais, ou quem já tem uma certa afinidade com as máquinas.

Já modelos de PPM intermediários tendem a ser mais do que suficientes para quem está começando agora ou pretende ter um uso mais caseiro.

Funções extras

Assim como boa parte dos eletrodomésticos, as máquinas de costura também podem possuir uma série de acessórios e funções extras que deixam o seu uso ainda mais fácil e prático.

Separamos a seguir aqueles que consideramos os mais úteis:

Caseamento automático: serve para abrir casas ou botoeiras, ou seja, fazer aberturas na peça de roupa.

Braço livre: com esse recurso é possível retirar a extensão da base, onde o tecido fica apoiado, e é muito útil para fazer bainhas, mangas de camisetas e outros lugares de difícil acesso.

Iluminação: algumas máquinas de costura contam com luzes em LED que auxiliam na hora da costura, o que pode ser uma boa escolha na hora de preparar peças mais complexas e delicadas, ou então nos dias em que é necessário trabalhar até mais tarde.

Agulha dupla: a agulha dupla serve para fazer a costura dupla, e é utilizada principalmente em peças mais flexíveis, como a malha.

Ajuste de pressão: cada tipo de tecido precisa de uma pressão para que sua costura seja feita de forma eficiente, por exemplo, uma calça jeans precisa de uma costura mais forte do que um tecido leve, por isso ter essa opção de ajuste permite que você possa trabalhar com diferentes tipos de tecido.

Acabamento: uma máquina capaz de fazer acabamento pode facilitar muito a sua vida, deixando o ponto fechado e pronto.

Acessórios extras

Uma boa máquina de costura também deve ter em seus componentes acessórios que auxiliem o seu uso.

Antes de adquirir sua máquina, confira se o modelo escolhido acompanha acessórios como agulha, passa agulha, ferramentas para sua manutenção, e outros.

Peso e tamanho

O peso e o tamanho da máquina também devem influenciar na sua decisão, isso porque eles estão diretamente ligados às formas com que você vai utilizar o aparelho.

Por exemplo, se você possui um espaço exclusivo para usar o equipamento, pode valer a pena adquirir uma máquina mais completa, que geralmente tende a ser mais pesada e robusta.

Contudo, se você pretende utilizar a máquina de costura para eventuais usos, adaptando algum local da sala, por exemplo, já sugerimos que você busque um modelo portátil, que é mais leve e pode ser transportado facilmente, além de ocupar menos espaço.

Voltagem

Algo que às vezes pode passar despercebido no momento da escolha é a voltagem.

Antes de adquirir seu produto, é importante verificar a voltagem do aparelho, já que pouquíssimas máquinas são bivolt.

Por isso, antes da compra, se certifique de escolher a voltagem correta de acordo com a da sua região.

Como escolhemos a melhor máquina de costura?

Existem uma série de características que certamente influenciam em diversas questões das máquinas de costura, como durabilidade, facilidade de uso e versatilidade em lidar com diferentes tipos de tecido.

Contudo, é impossível definir o melhor produto de forma geral, já que isso pode variar muito de acordo com a necessidade, o tipo de uso, e o tipo de tecido em que cada pessoa pretende utilizar o aparelho.

Por isso, optamos por realizar a indicação dos melhores produtos, cada um com sua característica que o torna melhor naquele sentido, sendo o 1º colocado aquele que consideramos que possui uma junção das melhores características e os demais focados em outros atributos.

Qual a melhor máquina de costura doméstica para iniciantes?

Como dissemos anteriormente, é extremamente difícil encontrar um aparelho e definir que ele seja 100% o melhor em todos os aspectos.

Mas, para quem está iniciando e busca uma máquina de costura doméstica, separamos algumas dicas que consideramos o principal enfoque para esse tipo de uso.

A primeira é se certificar que a máquina de costura não seja extremamente difícil de utilizar, com características e acessórios que só seriam úteis para quem já sabe lidar com o aparelho.

Para isso, indicamos que você busque opiniões de quem já adquiriu o produto, dando atenção especial a quem também estava iniciando no mundo da costura quando o adquiriu.

Outra dica muito importante é procurar saber se a máquina acompanha um manual, buscar por ele na internet e verificar se o manual está completo, com informações claras que possam te guiar de como utilizar a máquina.

Além disso, também é válido procurar por opções com funções e acessórios extras que facilitem o seu uso.

Não necessariamente isso significa que precisem ser funções altamente profissionais, que no final das contas não servirão para você tão cedo e certamente acabará sendo um investimento inútil por enquanto.

Mas sim que proporcione facilidades, como o caseamento automático, braço livre, agulhas duplas e iluminação.

São especificações mais simples, mas que podem fazer toda diferença.

Qual a melhor máquina de costura?

Agora que já falamos um pouco do que você precisa se atentar na hora de escolher a sua máquina, confira a seguir as nossas selecionadas como as melhores máquinas de costura.

Singer Facilita Pro 4411

A Facilita Pro 4411 da Singer foi nossa escolhida como a melhor máquina de costura doméstica.

Mecânica, ela é mais simples, e justamente por isso a indicamos como a melhor alternativa doméstica.

Sua base revestida em inox e estrutura interna de metal fazem com que ela seja robusta, e tenha uma qualidade de acabamento e durabilidade superior.

Já nos quesitos mais técnicos, iniciamos falando que ela possui velocidade de até 1.100 PPM, fazendo com que ela seja bastante ágil.

O controle dela pode ser todo feito através do botão giratório, sendo bem fácil de trocar seus comandos, como os tipos de pontos.

Ela contém retrocesso, 10 pontos e 1 casa de botão, o que consideramos mais que suficientes para sua proposta.

Também há a opção de costura dupla, o que vale a pena para quem quer poder dar conta até de tecidos mais grossos, como jeans, além de fazer costuras paralelas e até mesmo nervuras.

E isso é ainda mais facilitado pelo ajuste manual de pressão da sapatilha, onde você pode encontrar a pressão certa para cada tipo de tecido.

A função de braço livre também está presente, permitindo que você tenha um alcance maior para a costura de mangas, braços e bainhas.

E você ainda pode ajustar tanto a largura quanto o comprimento dos pontos.

E por último, mas não menos importante, a Facilita Pro 4411 acompanha diversos acessórios para te auxiliar nas suas costuras.

Dentre eles 5 tipos de sapatilhas que vão desde uso geral até fazer bainha invisível; abridor de casas/pincel de limpeza; guia de costura; embalagens de agulhas e outros.

E, além de acessórios de auxílio, também acompanham outros para ajudar na manutenção da máquina, como a chave de fenda.

A Singer Facilita Pro 4411 é uma máquina de costura completa, com excelentes características e elogios de quem já a adquiriu.

Entretanto…

Seu aspecto negativo acaba ficando por conta do preço elevado, que pode ser um tanto salgado para quem busca uma máquina para um uso mais esporádico ou consertos básicos de casa, beirando R$1.500.

Além disso, também não se trata de um aparelho bivolt, o que exige maior cuidado na hora da compra.

Prós
  • Alta velocidade
  • Retrocesso
  • Acompanha diversos acessórios
  • Costura dupla
  • Ótima qualidade construtiva
Contras
  • Não é bivolt
  • Preço relativamente alto
Brother QB9110L

A QB9110L da Brother é outra excelente opção de uma ótima máquina de costura, porém ela possui um preço bastante elevado.

Sua velocidade máxima é de 850 PPM, o que consideramos suficiente para criar peças, customizar, fazer acabamentos e consertos em geral.

Ela tem um funcionamento mais tecnológico, com controladores computacionais através de uma tela LCD.

A máquina conta com 100 pontos decorativos, uma variedade grande para que você fazer técnicas como quilting.

Você pode controlar tanto a largura quanto o comprimento do ponto, de forma que você consegue costurar até peças maiores.

E se você gosta de patchwork, há 8 tipos de pontos de aplique tipo caseadinho.

Além disso, ela também conta com retrocesso e 1 fonte alfanumérica para você escrever frases, números e o que mais quiser.

E para facilitar, existe também enfiador automático de linha na agulha, o que vai diminuir muito o seu trabalho.

A QB9110L acompanha 10 sapatilhas, cada uma com um diferente objetivo, e 8 estilos de casas de botão.

Outra característica interessante do modelo é que é possível controlar a sua velocidade, alternando entre 3: baixa, média ou alta.

Isso é interessante, principalmente se você está começando e não se sente confiante para a velocidade máxima, ou então quando você precisa ser mais cuidadosa com um tecido mais grosso ou até mesmo delicado.

E se você precisar de apoio na hora de costurar suas peças, ela acompanha uma mesa extensora.

A máquina também conta com luz LED, então você não fica limitado à luz do dia, e ainda tem auxílio na hora de produzir roupas com tecidos mais difíceis ou com artes mais complexas.

Mas como nada é perfeito

Como já citamos no começo do produto, infelizmente o modelo tem um preço um pouco elevado.

Para ter a QB9110L na sua casa é preciso estar disposto a investir em torno de R$1.700 até R$2.000.

Contudo, se você tem essa condição, pode ir em frente porque é uma compra sem arrependimentos.

Prós
  • Boa velocidade
  • Muitas opções de pontos
  • Diversos acessórios
  • Acompanha mesa extensora
  • Ótima construção
  • Bivolt
Contras
  • Preço relativamente alto
Elgin Genius Plus JX4035

A Elgin Genius Plus JX4035 é nossa 3ª colocada por ser uma boa opção pelo preço.

Ela conta com 770 PPM e 70w de potência.

Ao todo, ela possui 31 pontos, desde os mais simples como o ponto reto até os mais elaborados como o ponto casinha de abelha.

Um ponto bastante interessante que a Elgin destaca é o flexível, que é reforçado para tecidos com elastano.

Também tem caseado para pôr botões e zíperes, algo que sem dúvidas facilita muito.

A Genius Plus também conta com agulha dupla, que geralmente é indicada para uso em tecidos leves.

Você também tem a opção de retrocesso, que fortifica a costura tanto no início quanto no final da peça;

Há uma iluminação em LED acima da bailarina, o que facilita para costurar peças mais complexas, ou até mesmo ao entardecer.

O porta acessório é removível, uma funcionalidade para deixar o braço livre.

Através do braço livre você tem mais liberdade para costurar locais com acesso mais difícil, como mangas, punhos e bainhas.

O modelo é completo, apresenta diversas funcionalidades, além de facilidade nos seus controles.

E o melhor é que ela tem um ótimo custo-benefício, onde é possível adquiri-la por um valor em torno de R$700 a R$800.

Porém…

É importante se atentar à voltagem, já que não se trata de uma máquina bivolt.

Prós
  • Agulha dupla
  • Bom preço
  • Retrocesso
Contras
  • Não é bivolt
Singer Tradition 2250

A Singer Tradition 2250 é a máquina que consideramos de melhor custo-benefício.

Ela tem velocidade de 750 PPM, o que nos parece uma velocidade tranquila para que um bom trabalho possa ser feito.

O design é bastante tradicional, com ajustes e botões movidos de forma manual.

Seu interior também vale destacar, já que sua estrutura é em metal, garantindo maior durabilidade ao equipamento.

Ao todo, a Tradition 2250 apresenta 9 pontos, entre essenciais, básicos e decorativos.

Também conta com 1 casa de botão.

É uma quantia pequena de opções em comparação a outros modelos, mas como a proposta do modelo não parece ser para alta demanda profissional, a impressão é que é suficiente.

Através dos controles, você consegue ajustar o comprimento do ponto e a largura do ponto de zigue-zague em até 4 opções.

A máquina também acompanha 11 acessórios, entre eles 4 tipos de sapatilhas e bobinas, guia de costura e controlador de velocidade.

E para auxiliar na costura de mangas e bainhas, você também tem a função braço livre, que ajuda a tornar o movimento do tecido mais fluido.

A Tradition 2250 é uma máquina de costura funcional, com uma excelente qualidade, que esbanja elogios dos seus compradores e tem um ótimo custo-benefício.

Mas antes da compra…

Não esqueça de verificar a voltagem, antes de finalizar sua compra se certifique bem de estar adquirindo o modelo que condiz com a sua região, já que não é uma máquina bivolt.

Prós
  • Boa relação custo-benefício
  • Boa velocidade
  • Construção durável
Contras
  • Não é bivolt
Singer Heavy Duty HD6705

A Singer Heavy Duty HD6705 é para quem quer trabalhar com uma a melhor máquina de costura profissional.

Ela é completa, tanto em acessórios quanto funcionalidades.

Feita para ser controlada através de um painel LCD, é muito mais fácil programar e definir o que você deseja fazer.

Mas, mesmo com tecnologia, ela é uma máquina fortificada, com estrutura interna em inox, que traz maior estabilidade para a costura.

Sua velocidade de 1.050 PPM faz com que sua costura seja mais ágil, permitindo que você produza muito mais peças em um menor tempo.

Nos pontos, você tem a possibilidade de escolher entre 200 opções, desde os flexíveis até os decorativos.

Também apresenta um ponto tipo overloque, para que você consiga realizar a costura com efeito entrelaçado.

E para quem trabalha com bordados, há 1 fonte de letra costurada, assim você pode personalizar jalecos, peças infantis, bolsos de camisas.

Além de memória com 40 caracteres para letras para projetos com palavras, frases ou monogramas.

Teclas de arremate, alongamento e espelhamento dos pontos também são alguns diferenciais.

Mas uma das possibilidades que, sem dúvida, chama a atenção para o modelo é que você pode usar a tecla de parada de agulha, onde você pode girar o tecido sem perder o último ponto realizado.

Para quem não é muito fã do pedal, é possível utilizar o aparelho sem o seu auxílio, e até mesmo regular suas velocidades em mínimo ou máximo mais facilmente.

Ao todo, o modelo acompanha 7 opções de casas de botões, para que você escolha aquele tipo que melhor se encaixa à sua peça.

A Heavy Duty também contém diversas outras tecnologias que facilitam seus processos, como o passador de linha na agulha, sistema de bobina DROP & SEW e braço livre.

E um diferencial muito grande é que nesta máquina a Singer traz a facilidade de um modelo bivolt.

Porém…

Como já era esperado, o que se torna complicado em relação ao modelo é o seu preço.

Trata-se de um produto completo e de construção robusta, isso faz com que o modelo custe cerca de R$1.800 até R$2.000.

É um preço bastante salgado e, por isso, indicamos que ela só seja adquirida por quem realmente vá precisar e utilizar todas essas funções, de forma que o valor ‘se pague’ na facilidade e aumento da produtividade diária.

Prós
  • Alta velocidade
  • 200 possibilidades de pontos
  • Fonte de letra costurada
  • Memória com 40 caracteres
  • Bivolt
  • Construção robusta e durável
Contras
  • Preço relativamente alto
Lenoxx Multi Points PSM101

A Lenoxx Multi Points PSM101 é a opção perfeita para quem quer a melhor máquina de costura portátil.

Ela é funcional, ideal para reparos e até mesmo a realização de peças mais simples, e tem um excelente custo-benefício com uma potência de 7,2w.

Ao todo, ela possui 12 tipos de ponto, que variam desde o ponto reto até o ponto zigue-zague.

Você pode escolher tanto se quer o funcionamento da máquina de forma automática, quanto através do pequeno pedal que a acompanha.

Existe também a opção de escolher entre duas velocidades, a baixa e a alta, o que é bastante útil principalmente no modo automático.

Ela também possui retrocesso, que tem o objetivo de dar um acabamento maior tanto no início quanto no final da costura, de forma que ela não se desfaça.

E para quem pretende utilizá-la para fazer bainhas e punhos, ela não possui braço livre, mas tem uma pequena entrada na sua parte inferior que torna mais fácil o encaixe da peça, já que ela se encaixa ali.

A Multi Points também apresenta a possibilidade de você pregar botões e zíper, aumentando as possibilidades e as chances de uso.

Ela é bivolt mas, se você preferir, também é possível utilizá-la com carregamento por meio de 4 pilhas comuns (não do tipo palito).

E uma das suas maiores qualidades é justamente seu preço, é possível encontrar o modelo por um preço a partir de R$300.

Contudo…

É importante ressaltar que ela é um modelo com o objetivo de reparar e até produzir peças mais leves.

Dependendo do jeans ou outro tecido, é possível sim que você consiga utilizar a máquina, mas não é o propósito dela.

Então, se você for arriscar, busque ter paciência e não forçar o aparelho e, quem sabe, até mesmo trocar a agulha, pois uma das ressalvas de quem já a adquiriu é de que ela a agulha que o acompanha é mais fina.

Prós
  • Leve e compacta
  • Retrocesso
  • Entrada para punhos e bainhas
  • Bivolt (pode ser usada na tomada ou à pilha)
  • Preço muito bom
Contras
  • Não é indicada para tecidos muito pesados
Lenoxx Pratic PSM105

A Lenoxx Pratic PSM105 é a alternativa de máquina de costura básica e barata.

Como o próprio nome já diz, ela é extremamente básica, com indicação de uso para reparos simples e descomplicados.

Mas o seu principal destaque fica, de fato, pelo seu preço.

É possível encontrar o modelo por um preço imbatível, em torno de R$100, o que só é imbatível por versões manuais.

Ela conta com 2 opções de velocidade, que são baixa e alta.

Você pode tanto escolher uma dessas duas velocidades, quanto escolher que ela aumente de forma progressiva.

Além disso, ela também apresenta a função reverse, para que a costura nos pontos de início e final possa ser fortificada.

Porém…

Como já dissemos anteriormente, ela tem um propósito bem básico.

Por isso, com ela só é possível fazer apenas um tipo de costura, que é o ponto reto.

Além disso, alguns usuários relataram certa dificuldade ao manusear o equipamento.

Mas, apesar disso, para o propósito a que se dispõe e pelo valor que é agregado a ela, ainda acreditamos que seja uma boa opção.

Prós
  • Barata
  • Função reverse
Contras
  • Apenas um ponto
  • Não é muito intuitiva
Máquina de Mão Singer

Se você gosta de estar sempre bem-preparado, independentemente de onde esteja, sugerimos que você adquira já a máquina de costura manual da Singer.

Com velocidade de 250 RPM, ela é capaz de proporcionar uma boa agilidade para reparos simples.

Podendo facilmente ser levada até mesmo na bolsa, ela é compacta, leve e de um fácil manuseio.

Basta encaixar a linha nos locais indicados com o auxílio do passador manual de linha, e começar a usar.

A alimentação para o funcionamento dessa máquina manual ocorre por meio de 4 pilhas AA.

E por meio de um botão localizado na parte superior, você controla o liga e desliga da máquina.

Ela não tem o objetivo de ser uma substituta da máquina de costura convencional que estamos acostumados e, sim, de ser um quebra galho.

Por isso, não espere que você consiga realizar muitos trabalhos além de um reparo ou outro em peças com tecidos mais leves.

Um dos maiores benefícios, além da portabilidade, desse modelo é o seu preço, que até o momento desta publicação podia ser encontrado por até R$60.

Prós
  • Leve
  • Extremamente compacta
  • Barata
Contras
  • Só serve para reparos muito simples

Quer uma recomendação personalizada? Peça em um comentário

Seu email não será publicado.