Melhores Celulares até R$ 1000

Analisamos as opções do mercado e selecionamos os quatro melhores celulares até R$1000 para ajudar você que procura um aparelho dentro deste orçamento.

Lembrando que um dos critérios para a inclusão dos smartphones foi que o preço médio do celular nas lojas brasileiras ficasse igual ou abaixo dos R$1000 no momento da postagem deste artigo.

O Moto G5s Plus e o LG Q6+ por exemplo, não entraram para a lista porque possuíam um preço médio um pouco acima do orçamento.

Aqui no Guia dos Melhores você também encontra outras matérias dedicadas a ajudar você a encontrar o smartphone ideal, veja:

Melhores Celulares Custo-benefício
– Melhores Celulares Top de Linha
– Melhores Celulares que Custam Até R$500

Agora vamos ao assunto principal, os melhores aparelhos que custam menos de R$1000.

Melhores Celulares até R$1000 de 2018

1º - ASUS Zenfone 3 O melhor celular até R$1000
2º - LG Q6 Bordas finas, confortável
3º - Moto G5s Ótimo custo-benefício
4º - Zenfone 3 Max 5.5 Maior duração de bateria

Na tabela você vê o ranking dos celulares segundo nossa análise, uma característica positiva do produto e um botão de comparação de preço nas lojas do Brasil.

Vamos então aos detalhes de cada um dos produtos selecionados!

1° – ASUS Zenfone 3

Melhor Celular até R$1000

O campeão da nossa análise é o Zenfone 3, um celular que apesar de não ser um dos lançamentos, traz um conjunto de hardware poderoso e câmeras excelentes.

Talvez justamente pelo fato de não ser um celular tão atual, ele se enquadre no nosso orçamento de R$1000.

Mas isso também pode significar que logo não encontraremos mais ele nas lojas já que não é mais o “carro chefe” da ASUS.

Ah! Vale lembrar que essa versão aqui é a de tela com 5.2 polegadas, a versão 5.5 tem algumas vantagens mas não se enquadra no nosso preço ideal.

Começando pelo hardware, esse aparelho conta com um chipset Cortex-A53 Qualcomm Snapdragon 625 MSM8953, processador Octa Core de 2 GHz, GPU Adreno 506 e 2GB de RAM.

Além disso o armazenamento também é interessante, 32GB, o suficiente para a maioria dos usuários.

Design premium

Esteticamente o celular agrada bastante, tem uma construção robusta com metal e vidro que dá uma sensação de um produto premium.

O leitor biométrico do Zenfone 3 é muito bom, rápido, preciso e prático.

A tela de 5.2 polegadas tem resolução Full HD (1080 x 1920), tecnologia IPS LCD e 424 ppi de densidade, as cores são vivas e não nota-se os pixels durante o uso.

Outro destaque do Zenfone 3 é a câmera traseira. Tem 16 mp, abertura F2 e flash duplo de LED. Tira fotos ótimas na grande maioria dos casos e também grava em 4k a 30 FPS.

Mas temos que mencionar que a lente é sobressalente, algo que desagrada um pouco.

A frontal não tem uma qualidade espetacular mas também não decepciona. Ela tem 8 mp, a mesma abertura da câmera traseira e grava em Full HD a 30 FPS.

Sobre a bateria, podemos dizer que ela é mediana, tem 2650 mAh e não é removível. Se você procura um celular com muita autonomia, esse não é o certo para você, mas temos uma ótima opção para você na lista.

Vale lembrar que a entrada para fone de ouvido tradicional está presente no Zenfone 3.

O que não agrada?

O que mais desagrada no Zenfone 3 é o sistema operacional, além de ser uma versão ultrapassada ainda é muito modificada e com apps desnecessários instalados de fábrica.

Mas temos uma boa notícia, a ASUS já está disponibilizando para esse modelo a atualização em etapas para o Android 8 Oreo, ainda não é puro mas traz menos modificações inúteis.

A opção de 2 chips também está disponível mas com a bandeja híbrida, isso quer dizer que você terá que escolher entre uma segunda linha ou um cartão de memória.

Prós

  • Ótimo desempenho
  • Tela muito bonita
  • Boa câmera traseira
  • Leitor biométrico rápido e preciso
  • Design premium

Contras

  • Bateria pequena
  • Bandeja híbrida
  • Câmera sobressalente

Melhor Preço

2° – LG Q6

LG Q6

O segundo colocado do nosso ranking é uma novidade da LG, o Q6 traz uma característica presente apenas em smartphones mais caros.

Bordas finíssimas com a tela ocupando a maior parte da frente do aparelho.

Isso além de deixar o celular muito bonito ainda ajuda no uso, ele fica muito mais confortável de manusear se comparado com os celulares com o mesmo tamanho de tela e com bordas maiores.

O hardware desse cara também não decepciona, chipset MSM8940 Qualcomm Snapdragon 435, Octa Core (Quad-core 1.4 GHz Cortex-A53 + Quad-core 1.1 Cortex-A53), 3GB de RAM, 32GB de armazenamento e GPU Adreno 505.

Essa configuração permite que o smartphone rode a imensa maioria dos apps e games sem engasgos durante a execução.

Tela como grande destaque

A tela chama muita atenção pela qualidade, tem 5.5 polegadas e além de ocupar a maior parte da frente do celular como já mencionamos, ela é muito bonita.

Tem resolução Full HD (1080 x 2160) e 431 ppi com tecnologia IPS LCD.

Fazendo uma comparação com o Zenfone 3 (primeiro da lista) vemos que o LG Q6 mesmo tendo dimensões menores tem a tela maior que o aparelho da ASUS.

As câmeras do Q6 são de boa qualidade, mas nada espetacular. São 13 mp com flash LED atrás e 5 mp na frente. Gravando em Full HD a 30 FPS.

Se você busca fotos de alta qualidade o Zenfone 3 é mais indicado para você.

A bateria dele é de 3000 mAh, não é removível e tem uma autonomia na média dos celulares dessa faixa de preço.

Ao contrário da maioria dos celulares lançados hoje em dia esse aqui não tem a bandeja híbrida, isso significa que você pode usar duas linhas e expandir a memória com um Micro SD ao mesmo tempo. Ótimo!

Pontos negativos

O sistema da LG ainda conta com muitas modificações na minha opinião, apesar de ter melhorado nos últimos tempos.

Mas o maior erro da LG na minha opinião foi a não inclusão de um leitor de digitais no LG Q6, coisa que vemos até em celulares mais baratos.

No lugar disso a fabricante resolveu incluir um reconhecimento facial que até funciona, mas ou é inseguro podendo desbloquear até mesmo com fotos suas ou ele é lento.

Se você optar pelo LG Q6 sugiro que você use somente as senhas comuns, é mais rápido, prático e seguro.

Prós

  • Tela grande e corpo compacto
  • Tela muito bonita
  • Bom desempenho
  • Muito confortável de usar

Contras

  • Sem leitor biométrico
  • Sistema muito modificado

Melhor Preço

3° – Moto G5s

Motorola Moto G5s

A Motorola sempre busca oferecer uma boa relação custo-benefício principalmente nos seus celulares da linha G.

O Moto G5s não fica de fora dessa característica, ele foi escolhido como terceiro melhor celular até R$1000 por oferecer um ótimo conjunto geral sendo o mais barato do nosso ranking.

No hardware o Moto G5 s traz um chipset Qualcomm Snapdragon 430 MSM8937, Octa Core (Quad-core 1.4 GHz Cortex-A53 + Quad-core 1.1 GHz Cortex-A53), 2GB de RAM, 32GB de espaço interno e GPU Adreno 505.

Com esse conjunto ele é capaz de rodar com tranquilidade a maioria dos jogos e aplicativos da Google Play Store.

A tela do G5s é de 5.5 polegadas, resolução Full HD (1080 x 1920) com tecnologia IPS LCD e 424 ppi de densidade. Uma tela bem bonita e nítida!

O celular também conta com um ótimo leitor biométrico, rápido, preciso e seguro. Esse leitor ainda pode ser configurado para substituir os botões de navegação do sistema.

Tocando uma vez você ativa a função home, deslizando da esquerda para a direita você ativa a função voltar e ao contrário você abre a multitarefa.

Android limpo

Outra boa notícia é que o Android aqui é quase puro, a Motorola costuma seguir essa linha em praticamente todos os seus produtos.

Nas câmeras o Moto G5s também não decepciona, tira ótimas fotos com os sensores de 16 mp atrás e 5 mp na frente.

Fazendo capturas superiores até mesmo do que muitos aparelhos mais caros. As duas câmeras ainda possibilitam a gravação de vídeos em Full HD a 30 FPS.

Um ponto negativo é o fato da lente da câmera ficar bastante saltada em relação ao corpo do celular.

O G5s ainda é resistente a respingos d’água, mas vale ressaltar que ele não é à prova d’água, então mantenha ele longe de piscinas.

Aqui a bandeja é híbrida, isso mesmo, você terá que optar entre uma segunda linha ou a expansão de memória com o cartão Micro SD.

A bateria do celular é de 3000 mAh e tem uma boa autonomia, mas nada espetacular. Você provavelmente chegará ao fim do dia restando cerca de 20% da carga.

Prós

  • Ótimo custo-benefício
  • Bom desempenho
  • Leitor biométrico preciso e multifucional
  • Tela bonita
  • Android limpo

Contras

  • Bandeja híbrida
  • Câmera sobressalente
  • Bateria pequena

Melhor Preço

4° – Zenfone 3 Max 5.5

Zenfone 3 Max Tela 5.5

Escolhemos o Zenfone 3 Max 5.5 como o quarto melhor celular até R$1000 porque além de ter um belo hardware ele foca em autonomia de bateria, diferente de todos os outros da lista!

No design ele se sai muito bem com detalhes em metal e vidro deixando ele com um visual bem elegante.

Ele conta com um chipset Qualcomm Snapdragon 430 MSM8937, Octa Core (Quad-core 1.4 GHz Cortex-A53 + Quad-core 1.1 GHz Cortex-A53), 3GB de RAM, 32GB de armazenamento e GPU Adreno 505.

Antes de comprar vale a pena ficar ligado, ele possui também uma versão com 2GB de RAM, mas a versão de 3GB é encontrado praticamente pelo mesmo preço.

Ele roda muito bem jogos e aplicativos e dificilmente você se depara com engasgos durante navegações comuns.

A tela de 5.5 polegadas com tecnologia IPS LCD tem resolução Full HD (1080 x 1920) e 401 ppi de densidade que deixam ela bem nítida e sem pixels aparentes.

As câmeras são excelentes, as mesmas do Zenfone 3 comum, o campeão da nossa lista dos melhores celulares até R$1000.

São 16 mp com abertura F2 e flash de LED duplo na traseira e 8 mp na câmera frontal. É possível gravar vídeos em Full HD a 30 FPS com o sensor traseiro e em HD a 30 FPS com o frontal.

O leitor biométrico é rápido e preciso, assim como nos outros disponíveis nos celulares da ASUS.

Um ponto negativo é o fato desse aparelho vir com a bandeja híbrida, o que força os usuários a escolher entre o segundo chip de linha ou um cartão de memória.

Autonomia acima da média

Agora vamos ao grande destaque desse celular, a bateria, com 4100 mAh ele tem uma autonomia bem acima da média.

Claro que alguns aparelhos menos potentes conseguem uma duração maior, mas isso se dá justamente por terem um hardware e tela bem inferiores. LG X Power e LG K10 Power são alguns exemplos.

Então se você procura um aparelho até R$1000 com um bom desempenho para apps e jogos, câmeras de boa qualidade e duração de bateria. Esse aqui é o cara!

Prós

  • Ótima duração de bateria
  • Bom desempenho
  • Tela bonita
  • Boas câmeras
  • Leitor biométrico rápido e preciso

Contras

  • Android bastante modificado
  • Bandeja híbrida

Melhor Preço

Conclusão: Qual o Melhor Celular até R$1000?

Como sempre a resposta dessa pergunta depende de você! O que você quer ter no seu smartphone?

Nós selecionamos as quatro melhores opções buscando atender todos os tipos de usuários de celulares.

Se você quer o celular com maior poder de hardware para jogar e navegar sem nenhum vestígio de engasgo, o Zenfone 3 é o melhor!

Para os que buscam um aparelho confortável, atual e que não tem problemas para rodar alguns jogos e apps, nossa escolha foi o LG Q6.

O Moto G5s vem como uma opção de ótima relação custo-benefício, se você é um usuário mais básico, esse celular certamente tem mais do que você precisa e o melhor, por um preço justo!

Já para os que procuram uma boa duração de bateria sem perder desempenho, o Zenfone 3 Max 5.5 foi nosso selecionado.

Espero que esse artigo tenha sido útil e ajudado você a tomar a melhor decisão possível!

Ficou alguma dúvida? Quer uma indicação? Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.