Melhores Bicicletas Ergométricas

As bicicletas ergométricas são uma opção incrível para quem deseja fazer exercícios e emagrecer sem sair de casa.

Mas você sabe qual a melhor bicicleta ergométrica para comprar?

Selecionamos diferentes modelos para ajudar você a escolher.

Melhores bicicletas ergométricas de 2022

PodiumFit V100 PodiumFit V100 Melhor bicicleta ergométrica Ver Preço
PodiumFit H100 PodiumFit H100 Melhor bicicleta ergométrica horizontal Ver Preço
Acte E16 Acte E16 Melhor bicicleta spinning Ver Preço
Dream Max V Dream Max V Melhor custo-benefício Ver Preço
Dream Max H Dream Max H Horizontal custo-benefício Ver Preço
Acte E13 Acte E13 Melhor minibicicleta ergométrica Ver Preço
Polimet BP-770 Polimet BP-770 Bicicleta ergométrica melhor preço Ver Preço

Como escolher a melhor bicicleta ergométrica?

Tipo

As bicicletas ergométricas podem ter diferentes funcionalidades e finalidades, cada uma de acordo com o seu tipo.

Atualmente, as bicicletas ergométricas podem ser: vertical, horizontal, spinning ou mini.

Bicicleta Ergométrica Vertical: esse modelo é o mais comum dos três, sendo o mais popular e barato entre eles.

Pensando no posicionamento do corpo, esse também é aquele que mais se assemelha às bicicletas comuns, do dia a dia, e geralmente são as encontradas em academias.

As pernas ficam na posição vertical, com nosso corpo inclinado para a frente.

Dessa forma, a possibilidade de regulagens torna possível simular diversos cenários, como pedaladas ao ar livre.

Bicicleta Ergométrica Horizontal: já esse modelo, é o mais confortável dos três.

Nele, a pessoa fica sentada, com as costas apoiadas enquanto pedala, tornando o pedalar mais cômodo.

Por essa razão, ele é uma ótima alternativa para idosos e pessoas com problema na coluna.

Isso porque, além do conforto, o impacto gerado nas costas e joelhos é menor, ideal para pessoas com limitações físicas.

Bicicleta Ergométrica Spinning: o Spinning, por sua vez, é para quem gosta de treinos mais intensos.

Também muito encontrada em academias, ela é indicada para usuários que já tem mais familiaridade com exercícios físicos, pois ela exige maior força, além de não serem tão confortáveis.

Na prática, podemos dizer que o modelo é o preferido de quem tem o objetivo de emagrecer, devido ao esforço necessário.

Minibicicleta Ergométrica: é a opção favorita dos fisioterapeutas, por se tratar de um modelo portátil e de fácil uso.

Com ela é possível trabalhar braços, pernas, quadril e diversas outras partes do corpo.

E, por isso, ela também é uma ótima alternativa para quem necessita fazer fisioterapia ou quer iniciar no mundo dos exercícios, mas não tem espaço em casa.

Funcionamento

O funcionamento das bicicletas ergométricas pode ser dividido em dois tipos: mecânico e magnético.

Mecânico: o mecânico é o mais barato dos dois.

Esse modelo é aquele onde o próprio usuário controla o nível de esforço, dependendo da forma como ele pedala, seja mais rápido, mais devagar.

Os pedais são conectados às rodas por meio de cintas e, por isso, são mais barulhentos, tornando o movimentar mais brusco.

Magnético: já esse modelo, é o mais caro, mas também o mais silencioso e confortável no momento da troca de intensidade.

Exemplos desse modelo são os de Spinning, que são mais caros, mas tem um ruído mais sutil durante a movimentação.

Peso e altura do usuário

Se atentar ao peso do usuário no momento de escolha também é algo de muita importância, tanto pela segurança quanto pelo próprio conforto em si.

Cada modelo conta com suas características e limitações, e escolher a opção errada pode dificultar atingir o objetivo esperado, além de tornar a experiência péssima.

Por isso, você precisa ter certeza de que a bicicleta que você escolheu se adequa ao seu corpo.

Os modelos convencionais costumam ter um limite de peso entre 100 kg e 150 kg.

Além do peso, também existem alturas a ser consideradas, pois as bicicletas também contam com um limite máximo de altura.

Isso porque, mesmo com todas as possibilidades de ajuste, elas podem não ficar confortáveis ainda assim.

Antes da sua decisão, verifique os critérios da própria bicicleta, mas também aos exigidos pelo seu corpo.

É importante não se guiar apenas pelas definições teóricas do modelo, afinal, cada corpo funciona de uma maneira, e ele será quem mais irá sofrer com uma decisão errada.

Use, experimente, e veja como será a experiência com o aparelho antes da compra.

Peso do produto

No momento de decisão, não é somente o peso do usuário que é preciso considerar.

Salvo quem possui um local próprio para deixar o equipamento e utilizar, quem pretende mover ele de um lugar a outro precisa garantir que isso conseguirá ser feito.

Mesmo com a ajuda de rodinhas alguns modelos, como os de spinning, são extremamente pesados, e podem não ser a melhor alternativa para esse tipo de uso.

Então, antes da escolha, você precisa ter em mente seu uso e como ele vai se dar.

Afinal, não basta pensar no objetivo se você não pensar sobre o caminho até ele.

Tamanho

Fugindo um pouco do uso, é importante pensar também no ambiente em que o equipamento será usado e armazenado.

Os tamanhos variam de modelo para modelo, mas também de acordo com o tipo de bicicleta ergométrica.

Por exemplo, se você estiver pretendendo adquiri uma bicicleta ergométrica spinning, é importante saber que elas tendem a ser maior que os outros tipos.

Dessa forma, você precisará ter um espaço mais amplo para usá-la e armazená-la.

Funções extras

O painel de informações é o ponto de apoio da bicicleta ergométrica.

É através dele que você pode ter acesso a diversas informações, como a velocidade da pedalada, a distância percorrida e afins.

Entretanto, existem alguns modelos que contam com funções extras, além das consideradas mais básicas.

Alguns dos principais diferenciais são:

Tempo: para quem tem uma rotina corrida, o medidor de tempo é um aliado para não deixar perder a hora e fazer diariamente um tempo certo de exercícios.

Distância percorrida e velocidade: a distância percorrida é uma ótima forma de ver a evolução, principalmente de quem não costuma realizar muitos exercícios.

Através dela, você conseguirá visualizar seu aumento de desempenho e fôlego.

Calorias queimadas: para quem tem como principal objetivo usar a bicicleta ergométrica para emagrecer, o controle de calorias é uma ótima característica, capaz de informar a média de calorias perdidas durante o tempo de exercício.

Medir pulsação: é uma ótima forma de você conseguir monitorar sua frequência cardíaca durante os treinos.

Algumas bicicletas possuem mais funções, outras menos.

Dependendo do seu tipo de uso, existem algumas características que valem mais a pena que outras, por isso é válido ser um pouco exigente no momento de escolha.

Mas tenha em mente, que um equipamento mais completo exige maior investimento.

Bicicleta ergométrica para fisioterapia

Para quem busca bicicleta ergométrica para fisioterapia, a sugestão é investir em uma minibicicleta ergométrica.

Ela é muito utilizada por profissionais e é semelhante aos modelos mais comuns, mas menor, e mais fácil de locomover.

Sua maior vantagem é a de justamente ser portátil, tornando fácil de armazenar e adaptá-la a qualquer ambiente.

Em especial para quem pretende fazer fisioterapia no conforto de casa, ela é uma excelente alternativa.

Entretanto, é claro que ela acaba perdendo em alguns aspectos se comparada aos modelos convencionais, como a falta de painel e de funções extras, como monitoração cardíaca.

Mas, apesar disso, a consideramos uma excelente opção, principalmente devido a sua praticidade e os ótimos resultados.

Já para quem busca algo mais completo, os modelos horizontais podem ser uma boa escolha.

Eles costumam ser mais confortáveis pelo fato de o usuário ficar sentado, com as costas apoiadas.

Atualmente é possível encontrar uma boa gama de opções nesse estilo com muitas funções extras.

Bicicleta ergométrica para apartamento/residência

Fazer exercícios de casa é para ser uma comodidade, e de forma alguma é para ser motivo de estresse.

Se você reside em apartamentos ou pretende utilizar o aparelho em um cômodo onde costumam estar outras pessoas, a indicação é investir em modelos magnéticos.

Embora mais caros que os mecânicos, podem evitar uma série de problemas com os vizinhos e familiares.

Também é importante se atentar ao peso e tamanho do produto, para que você possa ter a certeza de que o escolhido vai se encaixar perfeitamente no seu uso e no ambiente onde ele será usado.

Nesse caso, os modelos verticais podem ser uma boa opção.

Em alguns casos, basta “dobrar” a bicicleta para que ela se torne compacta e fácil de armazenar em qualquer armário.

As funções extras também são aliadas nesse momento, permitindo que você monitore não somente sua evolução no quesito resistência, mas também sua saúde.

Tempo, velocidade e distância percorrida são algumas das principais, inclusive na hora da motivação.

E por fim, mas não menos importante, não se esqueça de verificar se o peso e a altura se adequam ao seu corpo, para que seu uso não seja desconfortável.

Bicicleta ergométrica para spinning

O passo inicial, embora pareça óbvio, é buscar um equipamento especial para spinning.

Como seu uso é mais específico, sendo direcionado a treinos mais fortes, um modelo convencional, por exemplo, não atenderá ao seu propósito tão bem quanto um específico.

Não esqueça também de sempre conferir se o peso suportado pela bicicleta se adequa ao seu.

O ideal é sempre testar ela antes, verificando se as regulagens serão suficientes para acertar questões como o conforto e a altura.

Bicicleta ergométrica para obesos

A característica mais importante na hora de escolher uma bicicleta ergométrica para pessoas acima do peso é ter certeza de que ela conseguirá suportar o peso depositado e que seu uso será confortável.

Modelos horizontais podem ser uma excelente escolha para quem está com peso elevado e pretende iniciar com calma nos exercícios.

A bicicleta ergométrica já tem menor impacto nos ossos, como no joelho, e sendo na versão horizontal, esse peso depositado será ainda menor, auxiliando quem ainda não está acostumado a atividades físicas.

Também sugerimos que você procure por modelos com maiores funcionalidades no painel.

Conseguir medir as pulsações, por exemplo, podem ser essenciais para verificar como o seu corpo está reagindo, principalmente no começo das atividades.

Bicicleta ergométrica para pessoas altas

Como já dissemos antes, as medidas podem variar de bicicleta para bicicleta e a maioria delas conta com uma boa variedade de regulagens.

Mas, ainda assim, é importante ressaltar que somente a regulagem pode não ser suficiente para tornar o aparelho confortável.

Em especial as versões mais compactas, que tem como objetivo ocupar menos espaço, não são uma boa indicação.

Se o usuário for muito alto, como a partir de 1,8 metros, as regulagens podem não dar conta de deixar as pernas e o restante do corpo em uma boa posição para os movimentos.

Por isso, antes de finalizar sua compra, procure sempre ir a uma loja física e testar o equipamento, garantindo que ele não será desconfortável nem trará danos a sua coluna.

Bicicleta ergométrica para idosos

Escolher a melhor bicicleta ergométrica para idosos pode ser difícil por uma série de fatores, desde as limitações físicas até o espaço disponível.

As bicicletas ergométricas horizontais costumam ser a melhor alternativa para os idosos, principalmente aqueles com limitações físicas.

Com elas, o usuário ficará sentado, com as costas apoiadas, trazendo mais conforto durante e mesmo após os exercícios.

Dessa forma, os movimentos não irão exercer peso extremo aos ossos, o que pode causar dores e até lesões.

Mas é importante verificar o espaço disponível no ambiente, já que as bicicletas horizontais costumam ocupar um pouco mais de espaço do que as verticais.

Outra sugestão, já para quem não tem muito espaço, também são os modelos mini, que são portáteis e fáceis de usar.

Se a sua finalidade, além de obter costume com exercícios físicos, também for fisioterapêutica, eles são muito indicados.

Importante ressaltar que, por ter menos pontos de apoio, não são recomendados para idosos em exercícios muito longos, e sim para exercícios mais leves.

Qual a melhor bicicleta ergométrica?

Conheça agora os modelos selecionados por nossa equipe de especialistas como as melhores opções de compra do mercado atual.

PodiumFit V100

A PodiumFit V100 é, na nossa visão, a melhor bicicleta ergométrica vertical, com excelentes características que consideramos importantes.

Ela é vertical, o modelo mais semelhante das bicicletas convencionais, e pode tranquilamente ser usada em residências.

Seu funcionamento é magnético, o que faz dela uma bicicleta silenciosa e com movimentos suaves, sem trancos durante o uso.

Além disso, ela possui 8 opções de carga de intensidade, de leve a bem intensa.

Para controlar a intensidade desejada, basta girar o botão localizado logo abaixo do painel.

Falando no painel, através dele você pode visualizar informações como o tempo, velocidade, distância, calorias e odômetro.

A PodiumFit V100 é capaz de suportar usuários com peso de até 120 kg.

Com boa construção e acabamento, somada à aparência robusta, ela traz a sensação de um produto durável.

Seu banco conta com regulagem de altura, o que permite que você adapte o modelo para o seu melhor conforto.

Segundo a marca, ela é uma ótima opção para pessoas de 1,50 a 1,75 metros.

Uma característica interessante da V100 é que ela conta com cinta para os pés, evitando que eles se soltem durante as pedaladas.

Mas ela é perfeita?

Infelizmente, nada é perfeito.

Como característica negativa, destacamos a falta de rodinhas, o que pode ser inconveniente devido ao seu peso, que é de 18 kg.

Se você não tem um local específico onde ela poderá ficar e ser utilizada, poderá ser difícil de movê-la do lugar.

Prós
  • Funcionamento magnético
  • 8 opções de intensidade
  • Diversas funções extras no painel
  • Suporta até 120 kg
Contras
  • Pesada
  • Sem rodinhas
PodiumFit H100

A PodiumFit H100 é para quem busca a melhor bicicleta ergométrica horizontal.

Ela é robusta, tem um visual bonito e uma ótima qualidade.

Esse modelo tem se popularizado ao longo dos anos, por oferecer mais conforto a idosos e pessoas com movimentos limitados.

Isso porque, diferente da vertical, nela você realiza os exercícios sentado, com as costas apoiadas.

Dessa forma, além do conforto na coluna, o impacto gerado em outras partes do corpo, como o joelho, é menor.

O sistema de funcionamento ocorre de forma magnética, o que significa que os barulhos do produto são muito menores, e que seus movimentos são mais suaves.

As opções de intensidade variam entre 8, de leve a mais intensa, e pode ser regulada por meio de um botão giratório localizado abaixo do painel.

O painel fornece diversas informações, como tempo, velocidade, distância, calorias e hodômetro.

A capacidade da H100 é de até 130 kg e ela se adaptada, por meio do banco, para pessoas de 1,50 a 1,95 metros.

Assim como outros modelos da marca, ela acompanha uma cinta para os pés, evitando que eles se soltem durante o exercício e acabem causando um machucado.

Entretanto…

Não poderíamos deixar de falar do peso do equipamento.

Ele pesa cerca de 26 kg o que, com o fato de não ter rodinha, pode ser péssimo para quem pretende mover o equipamento de ambiente no momento do uso.

Além disso, o fato de ser horizontal faz com que ela ocupe mais espaço, não permitindo que você a dobre para um armazenamento mais compacto.

Prós
  • Funcionamento magnético
  • 8 opções de intensidade
  • Diversas funções extras no painel
  • Suporta até 130 kg
  • Boa regulagem
Contras
  • Pesada
  • Sem rodinhas
  • Ocupa bastante espaço

3° - Acte E16

Acte E16

A Acte 16 conquista nosso ranking como a melhor bicicleta ergométrica de spinning.

Ela tem uma boa construção e acabamento, e pode ser usada tanto de forma residencial quanto na academia do prédio devido ao seu caráter semiprofissional.

Seu sistema de funcionamento é mecânico, o que significa que é um pouco mais barulhento, mas nada que atrapalhe o uso e nem seja extremamente desconfortável.

Por meio de um botão giratório localizado abaixo do painel, você consegue controlar a intensidade do equipamento entre mais leve ou intensa.

A roda que o usuário move pesa em torno de 8 kg, e é ela que o usuário gira ao pedalar.

Seu painel tem as opções de visualização de varredura, tempo, velocidade, distância, calorias, hodômetro e pulso.

Para medir a frequência cardíaca, basta que o usuário segure nos sensores localizados nos guidons.

Tanto o guidom quanto o assento possuem regulagem, o assento tendo regulagem vertical e horizontalmente.

A altura do banco também pode ser ajustada para pessoas entre 1,45 e 1,80 metros.

Um diferencial do modelo é que ele tem suporte para celular, assim você poderá assistir vídeos, séries, e até mesmo fazer ligações de forma mais cômoda enquanto treina.

A cinta que segura os pés também está presente.

Porém, você precisa saber…

Assim como qualquer produto, o modelo também tem características que consideramos que poderiam ser melhores.

A primeira delas é o peso suportado ser de apenas 80 kg, o que consideramos pouco.

Além disso, se trata de um modelo com 25 kg, que não possui rodinhas, o que pode ser um incômodo se você pretende utilizar a bicicleta em um local distinto de onde ela fica armazenada.

E por fim, mas não menos importante, o produto tem uma média de preço em torno de R$1700 a R$2000, o que consideramos um valor elevado.

Prós
  • Boa construção e acabamento
  • Regulador de intensidade
  • Diversas funções extras
  • Mede frequência cardíaca
  • Muitas opções de ajustes
Contras
  • Não suporta usuários muito pesados
  • Pesada

4° - Dream Max V

Dream Max V

A Dream Max V é nossa sugestão para quem quer investir em um equipamento para treinar em casa sem investir muito.

Ou seja, a melhor bicicleta ergométrica custo-benefício.

Ela é vertical, tem uma boa qualidade, é funcional e tudo por excelente preço.

Uma série de atributos que fazem dela a melhor bicicleta ergométrica custo-benefício para uso doméstico.

Seu funcionamento é magnético, garantindo um equipamento mais silencioso e sem trancamentos durante o uso.

A regulagem de intensidade ocorre por meio da cinta magnética.

O painel conta com as seguintes funções: tempo, velocidade, distância, calorias e mudança automática de intensidade.

A capacidade da Dream Max V é de 110 kg, o que consideramos um bom peso para suporte.

Você também pode adaptar o banco na altura que ficar mais confortável por meio de um botão giratório localizado na parte de trás do cano.

Infelizmente, a marca não divulga até que altura de usuários os ajustes são recomendados.

Vale lembrar que…

Diferente dos outros modelos escolhidos por nós, a Dream Max V não possui cinta para segurar os pés, mas segundo alguns usuários, o pedal não escorrega.

Por isso, pode ser que não se enquadre necessariamente em uma característica negativa, mas que vale ser destacada para evitar possíveis decepções.

Além disso, o modelo não acompanha rodinhas para ajudar com a sua locomoção.

É uma característica comum em boa parte das bicicletas ergométricas, mas que incomoda.

Prós
  • Ótima relação custo-benefício
  • Boa qualidade geral
  • Diversas funções
Contras
  • Sem cinta para segurar os pés
  • Sem rodinhas
  • Sem informações sobre altura recomendada

5° - Dream Max H

Dream Max H

A Dream surge novamente no nosso ranking, dessa vez com a bicicleta Max H sendo a melhor bicicleta ergométrica horizontal custo-benefício.

Seu acabamento e design são idênticos ao modelo Dream Max V, se diferenciando mais pelo fato dela ser horizontal em vez de vertical.

Mais compacta que outros modelos, ela é ideal para uso doméstico.

Seu sistema de regulagem é magnético, o que implica em uma bicicleta mais silenciosa e com menos trancamentos durante as pedaladas.

Já a regulagem de intensidade ocorre por meio da cinta magnética.

O painel conta com as seguintes funções: tempo, velocidade, distância, calorias e mudança automática de intensidade.

Sua capacidade é de 110 kg, com regulagem de altura.

Infelizmente não encontramos informações sobre até que altura de usuários os ajustes são recomendados.

O banco é em espuma e acompanha apoio para os braços, que tornam o uso mais confortável.

Mas…

Assim como seu irmão vertical, o modelo não possui acompanha para segurar os pés.

Não que essa seja necessariamente uma característica negativa, mas vale a pena destacar.

Além disso, ele não tem rodinhas para auxiliar sua locomoção.

É uma característica comum na maioria das bicicletas ergométricas, mas que incomoda se você não tiver um espaço fixo para uso.

Prós
  • Boa qualidade geral
  • Ótima relação custo-benefício
  • Banco confortável
  • Diversas funções extras
Contras
  • Sem cinta para segurar os pés
  • Sem rodinhas
  • Sem informações sobre altura recomendada

6° - Acte E13

Acte E13

A E13 da Acte é nossa escolhida como a melhor minibicicleta ergométrica, ideal para quem não tem muito espaço e quer pedalar, fazer fisioterapia no conforto de casa ou fisioterapeutas que atendem em domicílio.

Se trata de um aparelho simples, mas funcional e extremamente prático.

O funcionamento é magnético, visando trazer pedaladas mais suaves e movimentos silenciosos.

Por se tratar de uma minibicicleta, ela pode ser armazenada em pequenos espaços, e você também pode utilizá-la enquanto faz outra coisa.

Basta sentar-se em um local confortável enquanto lê seu jornal, assiste televisão ou digita no computador e começar a pedalar.

Você também pode usar o modelo para exercitar braços.

Mas não se engane, embora a E13 não acompanhe uma cadeira específica, ela tem capacidade para suportar somente até 100 kg.

Seu monitor LCD é multifunções, sendo elas: fazer ciclos automaticamente entre velocidades, tempo, distância, calorias perdidas e correr.

O modelo também acompanha pedais com alça ajustável, para garantir que o pé não solte durante o exercício.

Pesando apenas 5 kg, o modelo é ideal para levar para diversos ambientes, seja para uso próprio ou visitas fisioterapeutas.

Mas ela tem seus pontos contra também!

Todas essas características que fazem da E13 uma ótima opção compensam no bolso na hora de comprar o produto.

Para ter ela, você precisará desembolsar em torno de R$600 a R$700, que são os valores médios até o momento desta publicação.

Consideramos um valor elevado em comparação a outros modelos mais completos.

Mas, ainda assim, para quem preza por uma bicicleta ergométrica de fácil locomoção ela é, sem dúvidas, a melhor alternativa.

Prós
  • Leve
  • Magnética
  • Compacta
  • Diversas funções
Contras
  • Preço alto
Polimet BP-770

Para quem quer iniciar uma vida mais saudável gastando o mínimo possível, a BP-770 da Polimet é nossa melhor indicação.

Até o momento dessa publicação, o modelo pode ser encontrado a partir de R$360 nas principais lojas digitais.

Ela é vertical e seu sistema de funcionamento é mecânico.

Ou seja, seus pedais são conectados às rodas por meio de cintas.

Sua intensidade pode alternar entre leve e moderada.

A capacidade total que o aparelho suporta é de até 100 kg, o que consideramos uma boa quantia com relação a sal qualidade e acabamento.

Por se tratar de um modelo simples, ele não acompanha monitor nem funções extras.

Ele não conta com rodinhas, o que pode dificultar um pouco para quem não tem um espaço específico para ele.

Apesar disso, consideramos justo pelo custo do produto, que é um dos menores encontrados.

Prós
  • Barata
  • Funcional
Contras
  • Construção básica
  • Sem funções extras

11 comentários

  1. Boa tarde, meu nome é Agda, gostaria que comentassem sobre a bicicleta Dreams fitnes max V, por favor

    1. Olá Agda,

      É uma bicicleta interessante pelo preço. A construção é bem básica então não é uma bicicleta ergométrica indicada para quem é muito pesado, ela suporta no máximo 110Kg segundo a fabricante, mas eu diria que na prática essa capacidade seria ainda menor.

      Mas pra quem busca uma bike barata para um uso leve e esporádico ela atenderia de maneira satisfatória.

  2. Por que a Kikos KR3.8 se quer entrou na lista? Queria compará-la a podiumfit h100

    1. Olá Mariana,

      O guia está um pouco desatualizados, em breve faremos uma revisão. No momento que avaliamos, a Kikos KR 3.8 não se mostrou vantajoso, apesar de agora parecer uma boa opção.

      Ainda consideramos a PodiumFit H100 uma opção um pouco melhor em termos de construção, porém está um pouco difícil de encontrá-la a venda.

  3. Gostaria de comprar uma bicicleta até 1000,porém as que tenho encontrado são das marcas kikos 3015,polimet 880 e dreamftnes e nas pesquisas só vejo comentários ruins ,dessas marcas qual é melhor?

    1. Olá Dama, tudo bem?

      Infelizmente nessa faixa de preço você só vai encontrar os produtos básicos mesmo, entre eles eu indico a Kikos 3015. Você vai encontrar reclamações sobre ela, até porque é uma das mais vendidas do Brasil, mas na minha opinião é o modelo mais confiável da categoria atualmente.

  4. Tenho 1,85m. A PodiumFit v100 se adapta bem para minha altura?
    Obrigado.

    1. Olá Gustavo,

      Sim, ela tem o assento com ajuste de altura, é possível adequar o banco para pessoas de 1,50m a 1,95m.

  5. Olá, grata pelas informações! Em relação às mini bicicletas ergométricas, a Acte Pro E13 também foi avaliada? e qual seria a vantagem da PodiumFit MB100 em relação a ela? Pretendo comprar e estou em dúvida

    1. Olá Jaqueline,

      São modelos bem parecidos em termos de funcionalidade. Ambas cumprem bem seu papel porém na nossa opinião a PodiumFit MB100 apresenta um acabamento de qualidade um pouco superior, isso torna ela relativamente mais silenciosa e passa uma sensação maior de durabilidade.

  6. Gostaria de uma pesquisa de bicicleta com elíptico.
    Grata
    Martha

Quer uma recomendação personalizada? Peça em um comentário

Seu email não será publicado.